Córdoba: eu fui

Recentemente fiz um intercâmbio para Córdoba, a segunda maior cidade da Argentina, e gostaria de compartilhar com vocês como foi a minha experiência nas duas semanas que eu passei lá, os lugares que eu fui e mais gostei, contar um pouco da cidade, da comida, da cultura e suas curiosidades.


Transporte

A cidade de Córdoba é a capital da província de mesmo nome e tem em torno de 1,3 milhões de habitantes. Eu caminhei e caminhei por lá e tenho certeza que não devo ter conhecido nem a metade da cidade, pois ela é enorme!


Uma curiosidade muito legal é que em Córdoba, além dos ônibus 'normais', você vai encontrar os Trólebus, que são ônibus elétricos, movidos por cabos e que, lá, são exclusivamente dirigidos por mulheres.

Outra informação interessante é que em Córdoba não tem Uber. E existem dois tipos de táxis: os amarelos e o verdes, que se chamam Remis. Ambos são seguros e têm o mesmo preço, a única diferença é que os Remis não param na rua se você pedir, você tem que ligar para chamá-los. Atenção: moradores de lá aconselham ao turista para 'abrir o olho' com os taxistas, pois eles têm fama de tentar enganar os passageiros desatentos!


Mas se você for como eu e prefere ir a pé para os lugares, para assim conhecer melhor as ruas e a cidade, pode ir tranquilo! Apesar de alguns lugares serem um pouco longe uns dos outros, é seguro caminhar pela cidade, inclusive à noite.

Estudos

A Universidad Nacional de Córdoba é uma das maiores da Argentina e a mais antiga do país. O mais legal é que para estudar lá você não paga nada. Isso mesmo, é grátis, que nem as universidades federais do Brasil. Ou seja, os cursos de graduação são grátis, já a pós-graduação, mestrado e doutorado são pagos.

Para você ingressar na universidade você precisa ser aprovado em um curso de ingresso (cursillo), que é de acordo com o que você quer estudar e não é geralzão que nem o nosso vestibular aqui.


Comida

Na Argentina eles comem muita batata, mas arroz é bem difícil de encontrar. Purê de batatas e papas fritas (batatas fritas) são os acompanhamentos mais comuns que a gente encontra.

Alguns dos lanches típicos de lá são o pancho (cachorro-quente), as empanadas e o choripán, que é bem parecido com o nosso pão com salsichão. Todos muito saborosos e o preço é acesível.


Nos sabores de dulce de leche ou de alguma fruta como, por exemplo, frutilla (morango) e cobertos com glacê ou com chocolate branco ou preto, os alfajores cordobeses são uma delícia que você não pode deixar de provar!

Você os encontra em qualquer lugar: nos mercados, padarias e em lojas de doces e existem diversas marcas ou mesmo alfajores caseiros, que também são divinos. E falando em doce, eu não posso deixar de mencionar os maravilhosos helados (sorvetes)! Também existem várias marcas famosas por lá: Grido, Cremolatti, Freddo...

E aí, ficou com água na boca?


Dinheiro

A moeda de lá é o peso argentino e uma dica minha é que você deixe para trocar o seu dinheiro lá mesmo, pois vale muito mais a pena.


Gostou de saber um pouco mais de Córdoba? Já foi ou ficou com vontade de ir lá? Conte nos comentários.



© Skylimit Idiomas [email protected]

Tel: (51) 3056-4891 Whatsapp: (51)99860-2824

Rua Julio de Castilhos, 706, Santa Cruz do Sul - RS. 

Inglês | Espanhol | Alemão