7 razões para amar inglês

Atualizado: 17 de Dez de 2019


Sou professora de inglês há bastante tempo e já ouvi muitos alunos dizendo: “Inglês é muito difícil!” É verdade que o inglês tem várias exceções e variações de pronúncia, mas eu diria que no geral a língua inglesa é bem mais fácil e que nós falantes de português, deveríamos amar esse idioma.

Nesse post, vou lhe mostrar 7 coisas que faria um inimigo assumido da gramática (e ortografia) amar o idioma falado na terra do Tio Sam.

1 - Em inglês quase nenhuma palavra é acentuada

Isso mesmo! Sem regras de acentuação, nada de ficar aprendendo o que é uma ‘proparoxítona’ (palavra que é difícil até de pronunciar). E como isso não fosse o suficiente, no inglês não há cedilha, nem crase!

2 - Conjugar os verbos é muito fácil

“Eu posso, tu podes, ele pode, nós podemos, vós podeis... o que é vós mesmo?”

Além de termos que saber conjugar os verbos com pronomes conforme usamos no dia a dia, o verbo varia em cada tempo verbal e sujeito. Agora veja como conjugamos o mesmo verbo em inglês: I can, you can, he can, she can, we can, they can… todo mundo can!

E é assim com todos os verbos chamados ‘modais’ no tempo presente da língua inglesa. Nos demais verbos a terminação varia apenas na terceira pessoa do singular. Já quando o tempo é o passado, muda a ortografia, mas usamos a mesma palavra com qualquer pronome.

3 – Um artigo definido, só:

O carro, os carros, a menina, as meninas - The car, the cars, the girl, the girls. É simples assim! Em inglês não há diferentes artigos para variantes de número e gênero dos substantivos. Já economizamos nas palavras aí, não é mesmo?

4 - Adjetivos nunca mudam

Em português, o gênero dos adjetivos concordam com o substantivo. Isso parece normal para nós, mas assista ao vídeo abaixo e veja que problemão os 'gringos' enfrentam quando tentam falar nossa língua:

Substantivos em inglês não têm gênero e os adjetivos nunca mudam de forma, mesmo no plural. Por exemplo: awesome party, awesome friends, awesome food.

5 – Problemão é big problem

Em inglês as palavras não têm aumentativo ou diminutivo, basta colocar o adjetivo big ou little junto do substantivo. Assim:

Big problem – problemão

Little problem – probleminha

Big brother – irmãozão (irmão mais velho)

Little brother – irmãozinho (irmão mais novo)

6 – É fácil ampliar o vocabulário

Ampliar o vocabulário em inglês é fácil, uma vez que você aprende mais sobre sufixos e prefixos. Um exemplo são as palavras que designam os membros da família:

Father – pai

Mother – mãe

Son – filho

Daugther – filha

Uma vez que adicionamos o prefixo grand- estamos nos referindo a relação avós e netos: grandfather, grandmother, grandson, granddaughter. O mesmo acontece com esses parentescos: godfather (padrinho), father-in-law (sogro), step-father (padrasto).

7 – Inglês faz mais sentido

Você já parou pra pensar o que é ‘aniversário’? Ani? Aniver? Sário? Qual a raíz dessa palavra? Agora pense na mesma palavra em inglês: birthday. Birth significa nascimento e day, dia, ou seja, dia do nascimento. Faz todo sentido! Assim existem outras palavras que fazem muito sentido em inglês e em português nem tanto:

Necklace - neck (pescoço), lace (laço) – tradução: colar;

Watermelon – water (água), melon – tradução: melancia;

Ice-cream – ice (gelo), cream (creme) – em português: sorvete;

Newspaper – news (notícia), paper (papel) – aqui dizemos jornal;

Waterfall – water (água), fall (queda) – tradução: cachoeira;

Viu como inglês é mais fácil do que parece? Comente e diga qual dos idiomas você acha mais fácil (ou difícil) de aprender.

See you!


© Skylimit Idiomas [email protected]

Tel: (51) 3056-4891 Whatsapp: (51)99860-2824

Rua Julio de Castilhos, 706, Santa Cruz do Sul - RS. 

Inglês | Espanhol | Alemão